Anos 50 - Parte 2

quarta-feira, dezembro 02, 2009


Continuando nosso especial Anos 50, hoje venho falar de um dos principais músicos dessa década; que foi uma revolução musical, digamos assim! =)

Bill Haley and The Comets



Bill Haley and His Comets foi uma banda de rock and roll que teve inicio nos anos 50 e que continuou até a morte de Haley, em 1981. A banda também era conhecida pelos nomes de Bill Haley and The Comets e Bill Haley´s Comets.
Foi um dos primeiros grupos de musicos brancos a levar o rock às grandes platéias norte-americanas e ao redor do mundo. Seu líder, Bill Haley, era um músico country que, depois de gravar uma versão contry da música "Rocket 88", uma canção de R&B considerado o primeiro Rock n´Roll gravado, ele mudou seu estilo para um novo som chamado "Rockabily" - para quem não sabe, é um dos subgêneros do rock and roll; e nasceu da junção da palavra rock e hillbilly, termo utilizado nos Estados Unidos para definier música caipira.
O som de Bill Haley passou a ser mais atrativo, com guitarras e contrabaixos acústicos que eram tocados usando a técnica slap back (batendo nas cordas, ao invés de puxá-las individualmente). A música "Rock Arounde The Clock" foi o ponto de partida para esse novo ritmo, que mais para frente foi popularizado por um cantor novo e ousado chamado Elvis Presley.


Elvis Presley



O Rei também era conhecido por Elvis The Pelvis, devido sua maneira extravagantee ousada de dançar. Uma de suas maiores virtudes era a voz, devido ao alcance vocal que atingia que, segundo especialistas, não era normal para um cantor popular.
Elvis tornou-se um dos maiores ícones da cultura popular mundial do século XX. Entre seus sucessos musicas pode-se destacar:
- Houng Dog
- Don´t Be Crue
- Love me Tender
- Can´t Help Falling In Love
- Surrender
- It´s Now or Never
- Don´t Cry Daddy
Na Europa, essas canções fizeram muito sucesso:
- Wooden Heart
- You Don´t Have to Say You Love Me
- My Boy
- Moody Blue

E no Brasil, particularmente, foram essas:
- Kiss Me Quick
- Bossa Nova Baby
- Bridge Over Trouble Water


Jerry Lee Lewis



Nascido em Ferriday, Louisiana, Jerry demonstrou talento natural para o piano desde cedo. Apesar da pobreza, seus pais conseguiram um empréstimo para comprar um piano hipotecando a própria cada e, com um ano, Jessry já desenvolveu seu próprio estilo de tocar.
Assim como Elvis, ele cresceu cantando música gospel nas igrejas pentecostais silistas. Em 1950, ele entrou para o Southwestern Bible Institute no Texas, mas foi expulso por má-conduta (como por exemplo, tocar versões rock and roll dos cânticos da igreja).
Deixando a música religiosa para trás, ele tornou-se parte do recém-surgido movimento rock and roll, lançando sua primeira gravação em 1954. Lewis desenvolveu um som misto de rythm and blues, boogie-woogie, gospel e country.
Em 1957, seu piano e o puro som rock de "Whole Lotta Shakin´ Goin´On" renderam-no fama internacional. Logo viria "Great Balls Of Fire", seu maior sucesso. Vendo e ouvindo Jerry Lee Lewis tocar, Elvis disse que, se ocnseguisse tocar piano daquele jeito, não cantava nunca mais.


Little Richard



Richard Wayne Penniman, mais conhecido por Little Richard, foi um cantor, compositor e pianista. Em sua infância, cresceu ouvindo cantores arrebatados de gospel nas ingrejas negras e isto influenciou seu modo de cantar. Aprendeu a tocar piano na adolescência e se tornou um dos desbravadores do rock, misturando, assim como Jerry Lee Lewis, boogie-woogie, rythm &blues e música gosel; criando um estilo único: um amúsica agressiva, vibrante, intensa, tocada acelerada ao piano.
Começou a gravar em 1955, estourando nas paradas com a música "Tutti Frutti" (gravada também por Elvis Presley). Seguiram-se hits como "Lucille", "Keep A Knockin" (cuja introdução de bateria influenciou Led Zeppelin no rock and roll). "Long Tall Sally", "Rip It Up", Jenny Jenny", entre outros. Little Richard teria injetado funk no rock and roll durante este período, através dos saxofones de sua banda Yhe Upsetters, em meador da década de 50, influenciando bastante desenvolvimento desse gênero musical.

Buddy Holly



Buddy veio de uma família de músicos e aprendeu cedo a tocar violino, piano e guitarra; ainda adolescente já tocava como profissional num duo de música country. A sua grande oportunidade surgiu quando fez a abertura de um concerto de Bill Haley and The Comets, num espetáculo local. Assinou contrato pela "Decca Records" para uma gravação solo, mas seu sucesso prematuro iludio-o.
Holly formou sua própria banda, The Crickets, e comçou a gravar discos no estúdio de Norman Petty. Entre as músicas que gravou encontrava-se "That´ll Be he Day", que foi buscar o título a uma frase que John Wayne repetia ao longo do filme The Seachers.
A música de Holly era sofisticada para seus dias, incluindo o uso de novos instrumentos (para o rock and roll). Era um bom guitarrista ritmico, notável em músicas como "Peggy Sue" e "Not Fade Away".
Buddy Holly é considerado uma das maiores influências da história do rock.


Chuck Berry



Chuck Berry ou Charle Edward Anderson Berry, foi cantor, compositor e guitarrista americano e, apontador por muitos, como o inventor do rock and roll.
Enquanto ainda há controvérsias sobre quem lançou o primeiro disco de rock, as primeiras gravações de Chuck Berry, como "Maybellene", de 1955, sintetizavam totalmente o formato do rock and roll, combinando blues com música country e versos juvenis sobre garotas e carros, com diccção impecável e diferentes solos de guitarra.
Ele gravou mais de trinta sucessos a aparecerem no Top Ten, e suas canções ganharam versões de centenas de músicos de blues, country e rock and roll. Entre seus clássicos podemos citar "Roll Over Bethoveen", "Sweet Little Sixteen", "Route 66", "Memphis Tenesse", "Johnny B. Good" (cuja introdução de guitarra, possivelmente, é a mais famosa no mundo do rock), "Nadine", entre outras.


Ray Charles



Não é só de rock que os anos 50 viveu não! Rey Charles foi cantor, compositor e pianistam de musica soul, que ajudou a definir seu formato ainda no final dos anos 50.
Ray Charles não era cedo de nascença; ficou totalmente cego as 7 anos de idade. Charles nunca soube exatamente porque perdeu a visão.
A princípio influenciado por Nat King Cole, trocou o gospel por baladas profanas e, após assinar com a Atlantic Records em 1952, enveredou pelo R & B. Quando o rock & roll estourou com Elvis Presley em 1955, e cantores negros como Chuck Berry e Little Richard foram promovidos, Ray Charles aproveitou o espaço aberto na mídia e lançou sucessos como "I Got a Woman" (gravada depois por Elvis), "Talkin about You", "What I'd Say", "Litle girl of Mine", "Hit the Road Jack", entre outros, reunindo elementos de R & B e gospel nas músicas de uma forma que abriram caminho para a soul music dos anos 60, e tornando-o um astro reverenciado do pop negro.

Deixo vcs - com o link apenas, pq eu não sei colocar video aqui - com um cover de Little Richard de Rip It Up feito pelo Hanson, simplesmente demais, essa é a dica musical de hj!

Espero que tenham gostado!!
E quem quiser mandar look com uma essência de anos 50, pode mandar até dia 11/12, ta?!? Nesse email!!!

beijos e até amanhã com mais looks!!

Fonte
Fotos: Google
Textos: Wikipédia
Comentários
30 Comentários

30 comentários:

  1. adoreeeei Nati!!!
    Esses anos foram realmente incríveis!!
    Adoro passar por aqui, sempre coisas tão lindas, matérias tão boas, e seus looks sempre lindos!
    Parabéns pelo blog!!
    Beijoo

    ResponderExcluir
  2. ai que delícia de post Nati!
    Eu particularmente amo Elvis, Jerry Lee... fizeram parte das minhas amadas sessão da tarde! Adorava ver os filmes e cantar com eles!!! Tempo bom, por isso que amo essa época!
    um bjo querida

    ResponderExcluir
  3. Que gostoso esse post...viajei no tempo...muito bom mesmo.
    Assim como a Luci esses cantores fizeram parte da minha infancia e das sessões da tarde..hahahaha...por isso falei que viajei.
    Adorei
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu amo Elvissssssssss!!!

    É ótimo saber da história!

    ;)

    ResponderExcluir
  5. amei o post Nat...adoro essa época! Amo Ray Charles, Elvi, Chuck Berry.

    ResponderExcluir
  6. adorei o post nati!
    Qd morei no Canadá, fui em um musical sobre a vida de Buddy Holly...mt legal! muitas músicas ótimas...
    sem contar Elvis tbm né!
    bjao!

    ResponderExcluir
  7. Eu adoraria ter vivido nessa época.

    Nat, você tinha razão que delicia que é a blogesfera , obrigada pelo carinho de sempre.

    beijocas

    ResponderExcluir
  8. não vale anos 60/70 não? hahahhaha

    beiiijo nati! ;*

    ResponderExcluir
  9. Nati vc tem um que jornalista hein menina....seus posts s 10 flor....Andei assistindo uns filmes do Elvis..ele era muito charmoso....e a voz linda....
    Enfim Elvis n morreu!!
    bjo bjo

    ResponderExcluir
  10. Nati vc tem um que jornalista hein menina....seus posts s 10 flor....Andei assistindo uns filmes do Elvis..ele era muito charmoso....e a voz linda....
    Enfim Elvis n morreu!!
    bjo bjo

    ResponderExcluir
  11. E adoro Elvis. Como cantava, como dançava... conseguia rebolar de um jeito muito másculo, não acha? Não era uma coisa afeminada, era bem sexy.
    A-tó-ron.

    ResponderExcluir
  12. anos 50 sao os melhores!
    sou mmuito fã de elvis presley!!
    :D

    ResponderExcluir
  13. É um fato: todos são grandes nomes da música e super talentosos. Mas na hora de ligar a minha "vitrola", eu fico com o sempre rei. Afinal de contas, Elvis não morreu! ;)

    Beijocas fashionistas, Bell!
    [http://fashionistabaiana.blogspot.com/]

    ResponderExcluir
  14. Nati...vou te mandar o email...=]

    Aquela blusinha q vc gostou (o tqc listrado) é lá da hering...

    Bjosss!

    ResponderExcluir
  15. Esqueci de dizer q tem selo pra vc no blog...=]

    ResponderExcluir
  16. simplesmente digno....
    adorei o post...


    beijos, querida

    ResponderExcluir
  17. Nati, post fantástico, tive uma verdadeira lição de teoria musical dos anos 50, sou absolutamente encantada com tudo referente a esta década em termos de moda e música.
    Bjs.
    janeisa

    ResponderExcluir
  18. Eu adoro o estilo musical dos anos 50, a históriade Elvis também!!
    ;**

    ResponderExcluir
  19. Ah, Elvis.... Sem palavras!
    E a música dos anos 50 é mto boa mesmo =)

    Beijosss

    ResponderExcluir
  20. Sua sumida do cacete :D
    SASHUSAHASUHASUHAS
    MAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAANO QUE POST PERFEITO DOS INFEEEEEEEERNOS :')

    Elvis é tudo forever *---*
    mas ray charles é meu idolo ever! um dia aprendo a tocar piano igual a ele *--* (falta mto, mas mto mesmo ashushasuahsuh)


    chêrinho minha Diva FOREVEEEEEEEEEEER

    arrasa :*

    ResponderExcluir
  21. ahh mano, vc está nos meus favoritos heiiim :) nem vem achar ruuuim *--* HUSAHUHASUSHA


    :*

    ResponderExcluir
  22. Adoooro coisa retro!! Meu fraco são bolinhas, listras e xadrez!!!

    ResponderExcluir
  23. Me deixou ate feliz ouvir isso de você, a menina que mais arraza na blogoesfera.

    Também acho que cria uma cinturinha inexistente na minha pessoa. ;)

    beijocas

    ResponderExcluir
  24. Ain que post lindo.
    Adoro Elvis, e o estilo da época.

    Beijoconas!
    Talita Ribeiro.

    ResponderExcluir
  25. delicia de post!!

    adorei te encontrar....

    bjs

    ResponderExcluir
  26. Muiiito bacana nati o post,é pra se deliciar e conhecer ne?

    miiil beijoookas viu!!

    ResponderExcluir
  27. Adorei o post Nati, eu queria tanto ter vivido nesta época rsrsrs!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  28. adooro música dos anos 50.
    post mto fofo.
    A essencia dos 50's.
    bjão Nati
    =**

    ResponderExcluir
  29. Nati, amei esse post !!!
    Sou fanzoca do elvis Presley, cresci ouvindo as músicas e assistindo os filmes na "sessão da tarde" !!!
    Minha mãe é tão fã dele, que dei de presente pra ela uma tattoo do rosto dele, escrito assim: Elvis Forever !!!
    Beijooocas

    ResponderExcluir

Oiiii.... obrigada pelo comentário! Assim que der te respondo! hehe
beijosss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
^
Mundo NatiLopes © 2012 | Layout por Kakau com Limão